Dica de Livro: OS QUATRO COMPROMISSOS!

Os Quatro Compromissos de Don Miguel Ruiz, sem dúvidas, são daqueles livros que marcam nossa vida e entram para lista dos preferidos ou para a lista daqueles que devem ser relidos.

O autor utiliza uma abordagem com base no pensamento dos antigos toltecas, povo que habitava a região do atual México, para nos explicar que para operarmos transformações em nossas vidas, precisaremos adotar quatro compromissos básicos:

Seja impecável com sua palavra

As palavras têm imenso poder e é por meio delas que nos manifestamos para tudo, por isso, ela é a mais poderosa ferramenta que possuímos como seres humanos. E justamente por isso, não deve ser usada de forma equivocada.

Ocorre que na maior parte do tempo usamos nossa palavra sem boas intenções, expressando raiva, ciúme, inveja, e fofocas em geral. E por conta disso, acabamos prejudicando a nós mesmos, pois com a palavra é energia, criamos o caos no mundo, ou seja, em volta de nós.

Você já parou para pensar “como um trecho de desinformação é capaz de interromper a comunicação entre pessoas, contaminando cada indivíduo, que passa a contagiar outros”?

Considere quantas vezes você falou mal da pessoa amada tentando convencer os outros de que seu ponto de vista é melhor, comparado ao seu companheiro? Só que nossa opinião não é nada além do nosso ponto de vista e não é necessariamente verdadeira.

Entretanto, quando adotamos esse compromisso e somos “impecáveis com nossa palavra”, todo o veneno emocional é limpo de nossa mente e de toda a comunicação em nossos relacionamentos pessoais.

Use a palavra para espalhar o amor, pois o cuidado com a palavra pode nos levar à liberdade pessoal, ao sucesso e à abundância.

– Não leve nada para o lado pessoal

O que quer que aconteça com você, não leve para o lado pessoal!

Este foi o compromisso que mais mudou minha maneira de encarar as situações do dia a dia, principalmente aquelas que fugiam do meu controle.

Entendi que quando levamos as coisas para o lado pessoal, é como se estivéssemos concordando com o que foi dito. Precisamos parar de achar que tudo é sobre “nós”, pois não somos responsáveis por tudo.

Nada do que os outros fazem é motivado por você. É por causa dele mesmo. Mesmo quando uma situação parece pessoal, mesmo que os outros o insultem, não tem nada a ver com você.

O que dizem, o que fazem e as opiniões que emitem estão de acordo com as crenças que a pessoa que o ofendeu tem em sua mente.

A verdade, é que a pessoa está lidando com os próprios sentimentos, crenças e opiniões.

Assim, precisamos entender que aquilo que o outro pensa a meu respeito, não é importante para mim e nada me afeta, pois sei quem sou.

Quando adotamos esse compromisso, muitas mudanças ocorrem em nossas vidas, pois sentimentos a liberdade de ser quem exatamente somos.

Experimente adotar esses compromissos e veja as mudanças na sua vida!

– Não tire conclusões

Nós temos uma tendência de tirar conclusões de tudo, mesmos sem entender o assunto, em muitas das vezes.

Ocorre que as conclusões nos predispõem ao sofrimento, principalmente, tirar conclusões em relacionamentos, pois muitas vezes presumimos que nossos parceiros sabem o que pensamos e que não temos necessidade de expressar nossos desejos. Aí ficamos bravos porque nosso companheiro não atingiu nossa expectativa. Oras, mas ele sequer sabia o que desejávamos! Por isso, precisamos falar, expressar nosso desejo, vontade, questionamento, antes que a frustações chegue.

E, tenha certeza, todos os problemas humanos poderiam ser resolvidos se tivéssemos uma comunicação boa e clara.

– Sempre dê o melhor de si

Sob qualquer circunstância, sempre faça o melhor possível, nem mais nem menos, pois quando você faz o melhor que pode, aprende a aceitar a si mesmo. Mas é preciso estar atento e aprender com os erros. Isso significa praticar, observar com honestidade os resultados e continuar praticando.

Este livrinho simples e despretensioso, nos proporciona grandes reflexões e nos expõe questões obvias, mas que estavam adormecidas por nossas crenças e ego.

Muitas crenças e mágoas foram abandonadas após ler este livro!  

Recomendo a leitura! E depois me conte o que você achou.

Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?