Sobre o Perdão

[SOBRE O PERDÃO] A mágoa é um dos sentimentos mais destruidores que um coração pode carregar. Às vezes, ela é tão profunda que não sabemos se vamos conseguir curá-la.

Mas, a proposta hoje é diferente, em vez de olharmos para nossa mágoa, vamos tentar exercitar a empatia e olhar com compaixão para a pessoa que nos feriu.

Procure entender a dor e o sofrimento dessa pessoa. Se ela fosse feliz, é muito improvável que tivesse feito o que fez. Veja o que está por trás da infelicidade dela. Você é capaz de sentir nele o medo, a insegurança e a sensação de falta de valor? Consegue sentir a vergonha e a solidão que ele sente?

Quando olhamos sob essa perspectiva, nosso coração se suaviza e a mágoa dentro de nós se transforma em empatia não só por aquele que nos magoou, mas por todas as pessoas, inclusive e principalmente, por nós mesmos.

Aí o perdão se manifesta, pois nos colocamos no lugar dele, procuramos compreender o peso que ele carrega, toda a mágoa que existe no seu coração, todos os seu problemas familiares, e percebemos que ele nos fez é insignificante, pois ele só pode dar aquilo que recebeu, e naquele momento, era aquilo que ele podia oferecer.

Com isso entendemos que nada do que os outros fazem é motivado por nós, é por causa deles mesmos. Todas as pessoas estão vivendo sob uma perspectiva completamente diferente daquela que vivemos.

Pois se a pessoa não está com medo, não está magoada, não existe motivo para nos ofender. E vice e versa. Se estamos felizes e equilibrados com nossos sentimentos, não temos motivos para machucar o outro.

Quando fizemos este exercício, nós liberamos os sentimentos ruins que os outros nos causaram, aí a atitude do outro passa a não nos machucar, pois compreendemos que o quer que o outro pense, como quer que se sinta, é um problema dele e não meu. É a forma como ele vê o mundo. E não se trata de nada pessoal. Ele apenas está lidando com ele mesmo, da forma que ele aprendeu, pois ele enxerga o mundo com olhos diferentes.

Eu sei que não é fácil e nem rápido, mas vale a pena. Vale a pena por você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso te ajudar?